Prefeito e secretários de município paulista vem à capital goiana conhecer acertos financeiros realizados na gestão de Iris Rezende.

O ajuste fiscal em Goiânia está inspirando prefeituras em outros estados. Ontem, terça-feira, uma comitiva de Ribeirão Preto (SP) esteve no Paço Municipal para conversar com o prefeito Iris Rezende (MDB) e o secretário de Finanças, Alessandro Melo, sobre os acertos realizados na gestão financeira do município.

O grupo veio à Capital de Goiás orientado pelo Ministério da Economia. Compareceram  ao 5º andar do Paço Municipal  o prefeito de Ribeirão Preto (SP), Duarte Nogueira e seu secretariado, que tiveram audiência com o prefeito, Iris Rezende.

Com a maioria dos municípios do país com dificuldades, Goiânia conseguiu, em curto prazo, elevar a nota  junto à Secretaria do Tesouro Nacional, de C para B.

“Nunca vivi uma crise tão séria e complexa como esta, então precisamos ajustar com aumento da receita, combatendo a sonegação e corte de despesas para superar o déficit de R$ 30 milhões e quase R$ 1 bilhão de dívidas”, explicou Iris.

Ao relatar como conseguiu virar referência nacional, Iris disse ser “natural” e creditou à sua experiência. “Com tantos anos de vida pública, com experiência, quando assumi já tinha algo na cabeça para superar as dificuldades”, falou.

O secretário municipal de Finanças, Alessandro Melo, explicou que Goiânia fez o dever de casa, realizou todos os ajustes que competia ao município e virou referência.

“Modernizamos as condições, tiramos o que era arcaico nas regras com uma reestruturação técnica e garantimos os direitos do servidor, sem transtornos”, afirmou.

Goiânia virou referência após Campinas, também em São Paulo, visitar a cidade para conhecer o modelo de gestão da capital de Goiás.

 

“Trouxe minha equipe da área econômica e previdenciária para conhecer o modelo que o prefeito Iris Rezende implantou com resultados bastante satisfatórios, mantendo os direitos adquiridos e, ao mesmo tempo, usando de uma habilidade gerencial bastante interessante que queremos compartilhar”, afirmou o prefeito Duarte Nogueira.

Nogueira falou, ainda, que a visita foi sugerida pela  Secretaria Nacional de Previdência, que tem como uma das “referências boas, de decisões acertadas”a capital goiana.‘Sem a necessidade de fusão de massas o trabalho que foi feito aqui em Goiânia com o prefeito Iris Rezende. Nossa tratativa aqui, nossa vontade, é de utilizar dos instrumentos que foram feitos aqui e discutir o que pode ser feito em Ribeirão, é uma boa estratégia, produziu um bom resultado, e nós viemos hoje aqui respirar dessa fonte positiva”, concluiu.

O encontro com o prefeito da cidade paulista foi acompanhado por uma comitiva de três secretarias de Ribeirão (Casa Civil, Previdência e Finanças) e auxiliares da Prefeitura de Goiânia nas áreas ambiental (AMMA), Procuradoria, Previdência, Casa Civil e Finanças.

Com a elevação da nota da capacidade de pagamento (Capag), a Prefeitura de Goiânia está apta a contrair empréstimos com aval da União até o limite de 4,5 bilhões. O prefeito Iris Rezende já anunciou o lançamento de quase R$ 1 bilhão em obras para os próximos meses. A maioria são obras de infraestrutura e mobilidade, além da construção ou conclusão de cerca de 14 Centros Municipais de Educação Infantil em tempo integral.