O ano de 2019 é regido por Marte, e a força deste signo, que é responsável por mudanças bruscas em indivíduos e no coletivo, se apresenta com mais força a partir do dia 5 de abril, apontando para um mês com conflitos de rua, desastres naturais, acirramento de disputas e definição de posições políticas no nosso país e em outras partes do planeta. Período vai exigir diálogo, ponderação e centramento das pessoas, organizações e governos.

Carlos Harmit é astrólogo e terapeuta sistêmico, estudioso da Constelação Familiar, técnica criada pelo padre e missionário alemão Bert Hellinger que aborda os fenômenos envolvendo os relacionamentos familiares. Hellinger diz que assim como conjuntos de estrelas que formam figuras no céu, os seres humanos também estão ligados em um sistema, que seria constituído pela família e relacionamentos importantes que temos (como casamentos, atual ou anteriores). Bert faz uma abordagem fenomenológica sistêmica: reunir as múltiplas observações sobre o comportamento de diversas pessoas, buscando similaridades e categorias comuns para formar conceitos.

Harmit transpôs este olhar para a astrologia e tem feito muitos acertos. Ele antecipou em dezembro que os efeitos do eclipse lunar que aconteceria no dia 05 de janeiro, causaria abalos. Ele explicou que energias do astro, que estava em quadratura com os planetas Júpiter e Netuno, anunciava possibilidades de catástrofes no Brasil e no mundo. O mês de janeiro foi marcado pelo tsunami na Indonésia e o rompimento da barragem de rejeitos da Vale do Rio Doce em Brumadinho (MG).

Harmitt agora adverte que o mês de abril será explosivo. O gatilho é a Lua Nova, que terá início no dia 5 de abril, que vai balançar com as estruturas de indivíduos e de nações.

Quem quiser ver a palestra de Carlos Harmitt, pode acessar aqui o link do seu site ASTROLOGIA SISTÊMICA.

Lua nova regida por Áries e Marte
Carlos Harmitt compara a lunação do dia 5 de abril com o eclipse de janeiro e com o que irá se realizar em julho julho deste ano. É lunação muito importante, onde a Lua Nova vem carregada de muita força pois acontece no signo de Áries que é regido por Marte, planeta qu também é o regente do ano de 2019.

 

“É a lunação que vai ativar toda a energia marciana, e acontece justamente fazendo quadratura com o nódulos norte e sul da Lua que estão nos signos de Capricórnio e Câncer. Neste eixo nodal acontece a conjunção de Plutão e Saturno em Capricórnio, para exemplificar o que isto significa, lembremos que em janeiro, quando houve o eclipse do sol, esta mesma lunação ocorreu naquele nódulo sul em Capricórnio, ativando a mesma conjunção de Plutão e Saturno e nós tivemos uma série de desdobramentos, onde o mais forte foi o rompimento da barragem de Brumadinho, depois de 20 dias de decorrido este eclipse”, comenta.

Segundo Harmitt, “agora Lua e Sol vão se encontrar no signo que faz ângulo reto de quadratura com este eixo Capricórnio e Câncer, numa posição de 15 graus do signo de Áries, quando em janeiro estava a 15 graus do signo de Capricórnio, numa nova quadratura que representa oposição. E isto significa que é um ponto de ignição, onde toda energia que foi semeada ou armazenada desde o eclipse de janeiro, vai entrar em combustão neste mês de abril com a lunação em Áries. Nós vamos ver que lunação vai ter uma espécie de faísca que vai detornar todo um processo muito forte que tem haver com esta energia do planeta Marte”, aponta.

Conflitos
O astrólogo adverte que “poderemos ver o início da crise que vai se aprofundar em 2020, ano no qual espiritualistas de todo mundo anteveem grandes transformações no planeta.

De acordo com Carlos Harmitt, neste mês de abril teremos muita energia ligada a Marte, que é um planeta bélico, de agressividade, de acontecimentos traumáticos, desastrosos. Estas energias marcianas vão acelerar, dar um impulso mais forte aos conflitos em todas as áreas do planeta. Onde existe situações de disputa, estas energias podem tornar estes conflitos mais profundos, mais intensos, ou então eles se resolvem de vez por um movimento muito drástico, muito brusco, e até violento, vislumbra.

Mudanças bruscas em crenças individuais e coletivas
As estruturas que são os alicerces da vida individual quanto coletiva, serão abalados neste mês de abril por acontecimentos diversos que podem atingir tanto o nível individual, quanto o coletivo. Entram aí todas as situações que você pode imaginar que representem abalos de estruturas físicas ou criadas na mente individual ou coletiva, como as crenças limitantes, por exemplo. Pode ser que eventos contundentes venham a fazer as pessoas abandonarem certas crenças que limitam o seu crescimento na vida, o que é positivo, porém pode ser muito doloroso também. Nos libertar de uma crença, abandonar uma grande desculpa que nos impede de evoluir, para algumas pessoas é muito doloroso, outras porém, tiram de letra, garante.

Abril explosivo no Brasil
Marte vai mexer com a coletividade neste mês de abril. Se pensarmos no Brasil que está enfiado num beco sem-saída de sua vida, este é o momento em que alguns setores da sociedade vão começar a espernear, batendo contra estes muros que estão sendo levantados contra o povo e que estão reprimindo a expressão e o fluir da vida dos brasileiros, informa o astrólogo.

O mês de abril será um momento em que algumas tensões sociais, alguns conflitos de rua devem ganhar corpo no Brasil e também em outros países, onde situações limitadoras estão se impondo contra a população. “É um momento delicado, como se estivesse acendendo um isqueiro perto de um barril de gasolina, qualquer descuido a faísca pode cair e causar uma explosão, seja de conflitos sociais, de movimentos nas ruas, a questão da criminalidade. Estas situações todas terão as energias exacerbadas neste período”, prevê.

Viagens, redes sociais, atentados
É preciso tomar cuidado com os acidentes em estradas. Marte quando está estimulado por conta esta lunação exige cuidado com os movimentos. Marte está no signo de Gêmeos, é o signo do movimento, da comunicação. Tomar cuidado com o que vai falar, com o que vai publicar nas redes sociais, porque poder deixar os ânimos inflamados. Pessoas de poder ou celebridades, devem tomar mais cuidado com o que falam ou postam nas redes, analisa.

 

“É um período delicado, de pisar em ovos, como se estivesse tentando desligar uma bomba ligada em algum lugar, onde qualquer fiozinho errado pode causar uma explosão. A energia de Marte neste mês também pode ativar atentados a bomba e coisas deste tipo. É tomar cuidado. É uma energia muito delicada, e qualquer movimento brusco pode causar uma estrondo”, frisa.

Energia para mudanças na vida pessoal e coletiva

O lado positivo da energia marciana em Áries é a força para mudanças na vida pessoal e no coletivo. Carlos Harmitt argumenta que a a Lua Nova estará no céu do Brasil a partir das 5 horas e 50 minutos no amanhecer do dia 5 de abril, tendo o Sol posicionado bem no meio do signo de Áries, fazendo quadratura no nódulo norte e no nódulo Sul, em conjunção de Saturno e Plutão, planetas que estão produzindo uma série de rompimentos, de situações traumáticas, que vem no sentido de destruir coisas, de arrebentar outras, mudar paradigmas, tanto no nível individual quanto coletivo.

“Esta lua nova, fazendo quadratura com Saturno e Plutão vai emitir uma energia que irá nos empurrar em direção ao rompimento de fronteiras que nos limitam. É um momento muito bom para aquelas pessoas que querem tomar uma decisão drástica na sua vida, de fazer uma virada de mesa e de romper com suas limitações. Será um movimento muito dispendioso, vai exigir um gasto de energia muito forte, por se tratar de uma quadratura”, adverte.

Harmitti informa que pessoas que tem esta característica mais marciana, ou que possuem esta energia mais forte no mapa, terão mais facilidade para lidar com estes eventos que irão acontecer neste mês de abril, no sentido de empurrar aquilo que está limitando, atrapalhando, que é obstáculo no seu desenvolvimento pessoal. “Aquelas pessoas que tem dificuldade com esta energia marciana, que não conseguem sair de sua zona de conforto, que tem medo da dor e da mudança, vão sentir mais este momento, que cria uma situação atritante, uma pressão que pode gerar um estresse. Se a pessoa não buscar meios de aliviar isto, ela pode entrar num colapso por conta de não liberar esta energia”, orienta. “Energias represadas neste mês de abril tendem a causar colapso e doenças. É importante buscar meios de relaxar e redirecionar esta energia”, reforça.

Uma boa iniciativa é o uso de técnicas de relaxamento e meditação como o yoga, o tai-chi-chuan, ou buscar atividades físicas que deem vazão a este energia, como caminhadas e academias. “Em hipótese alguma represe esta energia, porque ela é um ponto de ignição. Este mês de abril é ponto de ignição para uma série de processos que terão sua profundidade no ano de 2020. As decisões que forem tomadas em abril terão repercussão muito séria na estrutura de sua vida no ano de 2020”, comenta.

A energia do planeta Marte nos faz ter uma tendência a sermos impulsivos, cabeçudos nas decisões, e é recomendável refletir para não tomar decisões precipitadas que podem fazer com que você venha a pagar um preço muito alto em 2020, reitera Harmitt.

Pontos positivos
Abril será o mês para aquelas pessoas que querem chutar o pau da barraca daquilo que as está limitando. “É pegar esta energia de Marte, aproveitar o seu impulso de fazer o novo e criar coisas novas, virar página, iniciar um novo momento na vida”, comenta. “Mas é preciso pagar o preço de demolir algumas estruturas na sua vida que lhe são muito caras. Isto pode deixar a pessoa titubiando, porque terá que abrir mão de algumas coisas para mudar de vida”, pondera.

A presença de Kiron em Aries é importante, pois Kiron é o curador e Áries é o signo regido por Marte, então pode ser que os movimentos violentos que venham a acontecer tragam por trás a necessidade de refletir sobre algo que precisa ser visto, que nós não estávamos dando a devida atenção enquanto sociedade. Alguma ferida emocional de sua vida, da sociedade e da humanidade, que precisam ser curadas. Por trás das tragédias,sempre há uma perspectiva de algo que precisa ser visto e curado. A presença de Kiron tem muito haver com a energia da cura do masculino, desta energia masculina de ir ao mundo, conquistar as coisas. Esta energia precisa ser depurada, para que este movimento de mudança não seja danoso para as pessoas”, ensina.

A própria questão da masculinidade, do que é e o que significa esta energia masculina, vai estar sendo trabalhada nestes anos todos em que Kiron estará no signo de Áries, revela.

Economia
O segundo ponto é a conjunção de Mercúrio, Netuno, Vênus no signo de Peixes. Mercúrio tem haver com a mente, com nossos pensamentos, com o que comunicamos com os outros, Vênus com dinheiro, arte, economia, beleza e Netuno que nos conecta com o plano superior, o que indica que algo maior poderá ser visto em abril, que pode estar ligado a um plano específico como se uma luz descesse á terra e deixasse seu recado à humanidade, que pode ser de forma simbólica ou real, mas que está dentro da espiritualidade detecte um evento, por mais sutil que seja, deixando uma mensagem.

“Do ponto de vista material, que envolve Vênus, que tem haver com questão agrária, com dinheiro e com a moeda circulante, pode ser que tenhamos a quebra de alguma ilusão em relação à isto. Talvez tenhamos uma visão mais solidária, que algumas pessoas olhem para a economia sem este ranço da ganância, da ambição e do lucro apenas, mas com uma visão mais solidária, uma economia que traga o bem estar social, e que seja de interesse da coletividade, ou seja uma visão humanitária. Pode ser que esta energia do humanitarismo esteja mais em voga, até por conta de eventos drásticos que vierem a acontecer”, estima.

Ignição
A energia da lua nova vai fazendo o seu caminho nos signos ao longo do mês, distribuindo sua energia de ignição, junto com a energia do Sol, e no dia 6 de abril ela se encontra com Urano, que é o signo da intempestividade, do imprevisível, de acontecimentos que acontecem e mexem com a nossa rotina, e pode ser que neste dia 6 de abril aconteça algo que irá mexer com a rotina das pessoas.

No dia 9 a Lua Nova estará em Marte, e será o momento em que este ponto de ignição estará mais delicado, por ser o dia em que a humanidade estará segurando o fiozinho da bomba para o artefato não explodir. Dia 9 pode ser que tenhamos que lidar com uma situação muito desafiadora, com a nossa impulsividade, com a nossa agressividade, e é importante não entrar em brigas, em conflitos e não abusar de coisas que possam trazer acidentes e desdobramentos danosos.

Já no dia 11 de abril, por conta da Lua fazer oposição com Júpiter, pode trazer uma visão ampliada de alguma coisa que a gente vai ter que olhar. Vai ter que trocar energia com um conjunto de conhecimentos novos, de algo se que será descoberto, uma perspectiva a ser olhada no campo das ciências, das artes, da politica ou da economia, e teremos um novo horizonte.

No dia 12 a Lua se encontra com o nódulo em Câncer, no nodolo norte e sul, com Plutão e Saturno, teremos o desenvolvimento da energia que foi semeada no dia 5, e vai ter o seu desenvolvimento no dia 12, e será outro dia bastante tenso onde teremos o desdobramento das energia que serão tomadas.
No dia 19, a Lua Cheia, em Libra, se opõe a Áries, vai atingir a área do mapa fazendo quadratura com os eixos do nódulo norte e sul de Capricórnio, onde teremos que lidar com as energia, conclui.