De linhagem operária, camisa vermelha e força nos bolsões periféricos da capital, Região Metropolitana e Estados de Goiás, Tocantins, Pará, Maranhão e Bahia, o Vila Nova chega aos 77 anos de história.

29 de julho de 1943: nasce o Vila Nova.

Renato Dias
A partida parecia estar liquidada. O adversário vencia o seu maior rival, até os 11 minutos do segundo tempo, com um jogador a mais, pelo placar de três a zero. Uma goleada. Como a camisa vermelha reúne forças até as últimas gotas de suor de seus homens, o Vila Nova Futebol Clube descontou com Anderson.

Depois, o mesmo atacante fez o segundo gol. Do meio do campo, o gol que Pelé não marcou, o zagueiro Leonardo Valença sacode as redes. Luizão, do meio da rua, enfia a bola no ângulo de Adinam. Luciano, prata-da-casa da safra de 1993 e 1995, decreta a vitória impossível.

Virada do século:

28 de março de 1999, 17h: 5 X 3.

2020
Vila Nova
comemora
aniversário

Nem o Clube de Regatas Flamengo conseguiu parar a máquina de jogar bola. A maior paixão do Centro-Oeste do Brasil. Em 2017 saiu na frente, em um time comandado por Diego, o camisa 10 rubro-negro, o Tigrão virou para 2 X 1. Lindo. Espetacular.

Ah! O Corinthians? O Timão perdeu, em um Serra Dourada lotado, em uma tarde ensolarada de sábado, com renda de bilheteria de R$ 1 milhão, por dois a um. Gols, do Tigre da Vila Famosa, marcados pelo craque e ídolo Alex Oliveira, camisa 10, e pelo atacante explosivo Pedro Júnior.

O Cruzeiro, apesar de perder por 2 a 1 e empatar a final em zero a zero conquistou a Copa Centro-Oeste.

77
Anos de
glória do
colorado

Bicampeão Brasileiro de futebol profissional da Série C _ 1996 e 2015 _, 15 títulos estaduais _ 1961, 1962, 1963, 1969, 1973, 1977, 1978, 1979, 1980, 1982, 1984, 1993, 1995, 2001, 2005 _, dois troféus da Divisão de Acesso _ 2000 e 2015 _, campeão do Torneio Seletivo _ 1977_, campeão do Quadrangular Adjair de Lima, no ano de 1980, ao derrotar o Santos, por 3 a 2, é campeão brasileiro e sul-americano de Basquete _ 1973. O primeiro tricampeão da Era Profissional, o primeiro tetracampeão, o primeiro clube do Estado a participar de uma competição nacional, em 1962, o primeiro a entrar em uma disputa mundial, a Conmebol, 1999.

45
Mil pessoas.
Maior público:
Serra Dourada

Nascido em 29 de julho de 1943, o Vila Nova completa, nesta quarta-feira, 77 anos de História. Como o maior depósito de glórias do Centro-Oeste do Brasil. O time, de origem popular e operária, nasceu no bairro da Vila Nova. Pobre. Humilde. Sob o impacto da construção de Goiânia. A invenção de Pedro Ludovico Teixeira. Com a nova capital. Para esvaziar o poder da Cidade de Goiás. O interventor de Getúlio Vargas em Goiás após a Revolução de Outubro de 1930. Com o suporte de Gercina Borges Teixeira, primeira-dama do Estado, do padre Giuseppe Balestiére, de linhagem católica apostólica romana, além do coronel Francisco Ferraz de Lima.

Com uniforme em vermelho e branco, a raça como marca, o time virou uma paixão popular. Para se ter uma exata noção, do ano de 2010 ao ano de 2020, dez anos consecutivos, o maior público pagante e presente, no Estádio Serra Dourada, o Templo do Futebol Goiano, é o de 2015, Vila Nova versus Londrina, final do Brasileirão. Quase 50 mil pessoas. Dados oficiais. Tanto da CBF quanto da Federação Goiana de Futebol [FGF]. O presidente do Vila Nova, Hugo Jorge Bravo, capitão da Rotam, torcedor de arquibancada que executa um sonho desde criança, comanda, hoje, uma live, com a missão estratégica: levar o clube de volta às séries B e A.

Seleção da história

Bé: matador que veio do “terrão”

1_ Serginho [Fernando Prass]
2_ Zé Luís
3_ Modesto
4_ Roberto Oliveira [Timoura]
6_ Dejair

5_ Tim
8_ Mosca

7_ Fernandinho [Zé Henrique] [Wando]
10_ Danival [Sérgio Luiz] [Sabino]
11_ Alan Mineiro [Cacá] [Luciano Goiano]

9_ Guilherme [Túlio Maravilha] [Anderson Barbosa] e Bé.

Técnico_ Arthurzinho

Presidente_ executivo: Paulo Miguel Diniz
Presidente do Conselho Deliberativo: Celso Benjamin

Torcedoras_símbolos:
_Mãe Carmem
_Negra Brechó
_Dorizelha Rocha

Jogo emocionante
28 de março de 1999
_Vila Nova 5 X 3 Goiás

Parceiros de arquibancada
_ Rogério Diniz
_ Abrão Amisy
_ Kenneth Guimarães Coimbra
_ Yanko Batista
_ José Paulo Caju
_ JK

Personagens históricos
_ Sílvio Terra
_ João Carneiro
_ Onésio Brasileiro Alvarenga
_ Wilson da Silveira
_ Jayro Rodrigues da Silveira