A administração do prefeito Gustavo Mendanha (MDB) está garantindo melhorias efetivas no serviços de atendimento à saúde no município de Aparecida de Goiânia. Inaugurado no mês de dezembro do ano passado,  o Hospital Municipal de Aparecida (HMAP) além de consultas, também já está realizando internações e operações.

Além de construir e equipar uma nova unidade de saúde, o prefeito Gustavo Mendanha está investindo também no treinamento do pessoal da área de saúde que atende nas UPA”s (Unidades de Pronto Atendimento), postos de saúde e nas equipes de médico da família. Técnicos do Hospital Albert Einstein, uma das mais renomadas unidades de saúde do país, promovem cursos para enfermeiros, médicos e pessoal da área administrativa da saúde municipal em Aparecida, para garantir mais eficiência e melhor atendimento à população.

“Um dos maiores problemas que nossa saúde enfrenta é a disponibilidade de leitos de Unidades de Tratamento Intensivo (UTI’s). Com o HMAP, estamos reduzindo a fila de espera para essas internações. Agora, os pacientes das nossas UPA´s, bem como de outras unidades, têm um local referência para tratamentos complexos, que atende essa demanda”, esclarece  Gustavo Mendanha.

De acordo com o secretário da Saúde, Alessandro Magalhães, acesso ao atendimento ocorre mediante encaminhamento da Central de Regulação. Ele informa que o Hospital completou a rede de urgência e emergência do município.

 

“Nos últimos anos, nossa população recebeu três Unidades de Pronto Atendimento (UPA’s), que funcionam 24h, todos os dias da semana, com clínicos gerais e pediatras. Agora, também temos um Hospital com 230 leitos, sendo 30 UTI´s, e 180 apartamentos, com toda a infraestrutura para diagnóstico, cirurgias e internações”, informa.

 HMAP

O Hospital Municipal de Aparecida tem 230 leitos, sendo 30 UTI´s, 20 leitos destinados à urgência e 180 apartamentos. A unidade abrigará os primeiros leitos de internação pediátrica da cidade, evitando assim o deslocamento intermunicipal de quem precisa do serviço. A expectativa é de que com o funcionamento do Hospital as filas de acesso à cirurgia no município sejam reduzidas, bem como o tempo de espera para liberação de vaga de UTI. No local, serão realizados cerca de 1,2 mil atendimentos de urgência e emergência, mais de 900 internações, 11 mil atendimentos ambulatoriais e 25 mil exames, todos os meses. Serão oferecidas ainda cirurgia geral, pediátrica, ortopédica, cardíaca e urológica.

Como funciona a unidade

Para garantir a segurança do paciente, o funcionamento do HMAP tem ocorrido em etapas, conforme o cronograma abaixo:

  • 20/12/18 – abertura da ala ambulatorial de clínica médica e cirúrgica;
  • Fevereiro – entraram em funcionamento 60 leitos de enfermaria clínica, 20 leitos de UTI adulta, 20 leitos de urgência, duas salas cirúrgicas, laboratório clínico, radiologia, ultrassonografia, endoscopia e exames de diagnóstico;
  • Julho de 2019 – mais 30 leitos de clínica médica, 30 de pediatria, 10 de UTI pediátrica, ressonância magnética e tomografia entram em funcionamento;
  • Dezembro de 2019 – começam a funcionar mais 60 leitos de clínica cirúrgica e oito salas cirúrgicas. (Com informações da Secom)